sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Sapinho !! Ninguém merece !!

 

 
Essa semana eu e minha princesa, de 4 meses, estamos fazendo tratamento para sapinho… estamos roxinhas, pois parte do tratamento é com solução de violeta de genciana… decidi então trazer um texto explicativo sobre isso, segue abaixo.

O que é candidíase?

Trata-se de uma infecção por fungos na boca do bebê (o famoso sapinho) que pode afetar seus mamilos durante a amamentação. Os fungos são parte normal do sistema digestivo de todos nós, mas causam infecção quando sua quantidade aumenta demais.

Muitas crianças entram em contato com fungos ao passar pelo canal vaginal na hora do parto (a mulher pode ter candidíase na gestação sem nem saber). Antibióticos tomados por você ou pelo próprio bebê ao nascer também podem provocar uma infecção por cândida.

Como o bebê pode passar candidíase para a mãe, é importante que os dois se cuidem ao mesmo tempo; do contrário, a infecção vai ficar indo e voltando sem parar entre os dois.

Muitas vezes é difícil determinar uma única causa para a candidíase. Algumas mulheres e crianças são simplesmente mais suscetíveis a elas do que outras. O que se sabe é que o fungo Candida albicans gosta de ambientes quentinhos, úmidos e adocicados, exatamente tudo o que se encontra na boca do bebê e em seus mamilos durante a amamentação.

Alguns sinais mais comuns de candidíase nos seios da mãe são:
• mamilos avermelhados, brilhantes, com coceira ou queimação (às vezes também com rachaduras)
• dor aguda durante ou depois das mamadas
• candidíase vaginal

Alguns sinais mais comuns de candidíase em bebês mais novinhos (os mais velhos podem não ter):
• bolinhas esbranquiçadas na parte interna dos lábios e bochechas, com aparência de queijo branco (elas não saem quando lavadas); se você notar que só a língua do bebê está branquinha, provavelmente trata-se apenas resíduo de leite
• choro ao sugar o peito ou uma mamadeira
• assaduras intensas, com bolinhas, avermelhadas e bordas bem definidas; a assadura é dolorida e pode se espalhar para os órgãos genitais e dobrinhas das pernas do bebê

Como posso cuidar da candidíase no seio?

A primeira coisa a fazer é consultar seu médico para que ele confirme o diagnóstico e prescreva algum tratamento apropriado para você. Geralmente leva poucos dias para sarar (lembrando que você e o bebê terão que se cuidar ao mesmo tempo).

É provável que o médico prescreva alguma pomada ou loção antifúngica à base de nistatina ou, se a dor persistir, algum remédio oral mais forte. Para aliviar a dor nos seios, você pode tomar analgésicos, sempre segundo a orientação médica, a cada seis horas.

O pediatra do bebê possivelmente também receitará uma pomada ou loção à base de nistatina, que será aplicada nos pontinhos brancos da boca dele. Certifique-se de colocar a pomada depois de dar de mamar, assim ela permanecerá mais tempo na boca do bebê. Às vezes leva uma semana para a infecção passar.

Se isso não acontecer, contate o médico novamente, porque seu filho pode estar com uma infecção fúngica no bumbum também, e talvez vá precisar de outro tratamento específico para essa área.

Lave bem todos os brinquedos dele e esterilize as chupetas e as partes laváveis da bombinha de tirar o leite. Não deixe também de lavar suas mãos com frequência, especialmente depois de dar de mamar.

Procure acrescentar iogurtes naturais e bebidas com lactobacilos vivos à sua dieta, para recolonizar o trato digestivo com bactérias "do bem". Expor os seios à luz do sol e deixá-los secar naturalmente após as mamadas também ajuda.

Fonte: http://brasil.babycenter.com/baby/amamentacao/problemas-e-solucoes/candidiase/

5 comentários:

Stella Halley disse...

Ainda se usa nistatina! Fui mãe há 3 décadas atrás e era esse o remédio recomendado. Quando tive rachaduras no bico do seio, a luz do sol, e também de uma lâmpada especial, fizeram toda a diferença.

Amamentar é uma das melhores experiências da maternidade. Vale a pena se esforçar para prolongar esse período. Adorei as dicas e o blog.

Paloma Lemes disse...

Estava com mil "grilos" na cabeça... Achando que não conceguiria amamentar mais, mas agora o seu relato me aliviou a mente e me deu mais esperança. Fico feliz que existam pessoas que se propõe a ajudar. Muito Obrigada.

Anônimo disse...

Olá! Minha filhinha de 3 meses está com sapinho! e eu também! fiz o tratamento oral da bebê com nistatina e limpeza com bicarbonato 4 vezes ao dia durante 8 dias. Foi numa quarta-feira o último dia do tratamento. Nos dias seguintes fiquei sempre atenta verificando se havia alguma alteração na boquinha da bebê. E nõ sábado vi o que eu não queria de jeito nenhum! Os malditos sapinhos estavam de volta na bochecha da minha pequena. Liguei para o médico e ele orientou para que eu realizasse mais uma semana de tratamento! O pior é que não entendo, porque sempre, desde quando ela nasceu, muitos até dão risada de mim porque sempre estou lavando e fervendo os objetos que ela leva na boca. Depois do diagnóstico higienizo meus seios com o bicarbonato diluído em água antes das mamadas e andei passsando nistatina nos seios 1 vez por dia! talvez eu deva usar mais nistatina né? O médico nem pediu para eu usar a pomada. Disse só para eu fazer a limpeza com bicarbonato! Mas estou muito triste! Hoje foi muito ruim quando vi um monte de coisa branca na bochecha da minha anjinha! Mas vamos lá novamente para mais uma semana de cuidados! Torçam por nós e se tiverem alguma dica, por favor postem nesse site! Obrigada e um big abraço a todas as mamães e seus bebês

Maite Tosta disse...

Oi, tive outra bb, que hj tem 3 meses, tivemos sapinho e usamos a violeta de genciana, para nós resolveu !

Maite Tosta disse...

Oi, tive outra bb, que hj tem 3 meses, tivemos sapinho e usamos a violeta de genciana, para nós resolveu !

Postar um comentário

Fala mamãe !